11/10/2014

O caminho inexorável para a desagregação social

" .. O aumento de perturbações mentais está intimamente ligada às injustiças sociais ... Cada vez mais as nossas sociedades são ligadas à produção (e aos bens materiais) e nada centradas no ser humano "..

O desenvolvimento pleno do ser humano, e das sociedades, só pode ser atingido através de uma cultura
centrada no ser humano como valor supremo e forma deste atingir a sua realização e felicidade. Quando tal for um valor a atingir automáticamente as sociedades serão mais produtivas, mais ricas e com futuro cada vez mais promissor.

As sociedades actuais centram-se apenas no “ter” e esqueceram o “ser” e quando tal acontece o “ser” social deixa praticamente de existir para dar lugar ao individualismo doentio e a todo o tipo de patologias, com destaque para as psicopatias.

Este caminho, que por ora insistimos em trilhar, é sem dúvida o caminho do suicídio individual, de grupo e de nações sem futuro nem esperança  !

Francisco Gonçalves "in" Oct2014

02/10/2014

O pior Terrorismo é o de quem gera miséria e fome!

Não me Peçam Razões...


Não me peçam razões, que não as tenho,
Ou darei quantas queiram: bem sabemos
Que razões são palavras, todas nascem
Da mansa hipocrisia que aprendemos.


Não me peçam razões por que se entenda
A força de maré que me enche o peito,
Este estar mal no mundo e nesta lei:
Não fiz a lei e o mundo não aceito.


Não me peçam razões, ou que as desculpe,
Deste modo de amar e destruir:
Quando a noite é de mais é que amanhece
A cor de primavera que há-de vir.
(..).
José Saramago

Esta é sem qualquer dúvida a maior violência e o terror que assola desde sempre o mundo e os povos, e também a causa e o despoletar de todas as outras formas de violência.
Tudo começa com aqueles que semeiam o terror, também pela violência com que lançam à força na pobreza e fome as populações! Mas como ninguém pensa e até prefere morrer a ter que pensar... a mentira é sempre a única "verdade" mais conveniente a quem impõe todo este terror, mas que não quer que se saiba....
A violência e o terror começam com os poderes abjectos e tirania que se exerce sobre os povos, negando-lhes mesmo o direito à sobrevivência, e termina com esses mesmos poderes ilegítimos exercendo a força e a máxima violência sobre as populações, que apenas pedem alguma justiça e benevolência para as suas vidas, assim inquinadas pela pobreza e miséria a que são sempre condenadas por forças obscuras e maléficas.

Abomino pois todo e qualquer sistema politico que permita em absoluta passividade, deglutir
paulatinamente a ignorância, a arrogância, a demagogia, o culto da personalidade, os caciques e tudo quanto a politica consegue materializar de mau. Uma sociedade que se deixa conviver passivamente com o mal durante séculos, é ela própria fonte de mal e de destruição.... just my opinion...
Francisco Gonçalves "in" 02Oct2014


"A miséria é para sempre a violência número um, mas quando a miséria explode temos a violência número dois e quando vem a repressão brutal passamos para a violência número três."
(Dom Hélder Câmara)

Comissões dos submarinos ... e ninguém prende esta gente !!!

“ (..). na reunião de 7 de Novembro de 2013, Ricardo Salgado, então presidente da comissão executiva do BES, começou por contar aos nove membros presentes que os cinco clãs da família tinham recebido 5 milhões de euros de “comissões” e os três gestores da Escom – o presidente, Helder Bataglia, Pedro Ferreira Neto e Luís Horta e Costa – tinham arrecadado 15 milhões do total pago pelo German Submarine Consortium. “Deram-nos cinco a nós e eles [os administradores da Escom] guardaram 15”, afirmou.
"Estamos rodeados de aldrabões"...


[Ricardo Salgado, Pres. BES]

Fonte [Jornal I Online ]


O Contrato Social

"O interesse comum não é o interesse de todos, no sentido de uma confluência dos interesses particulares, mas o interesse de todos e de cada um enquanto componentes do corpo coletivo e exclusivamente nesta qualidade. Daí o perigo de predominar o interesse da maioria, pois se é sempre possível conseguir-se a concordância dos interesses privados de um grande número, nem por isso assim se estará atendendo ao interesse comum" 

in J. -J. Rousseau, Do contrato social, col. Os pensadores, p. 49)



Do contrato social Vol. 1 from ThaisRocha05

‎"Em política, tal como na moral, é um grande mal não fazer bem, e todo o cidadão inútil deve ser considerado um homem pernicioso."

Jean Jacques Rousseau

Translate