Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2013

O nosso sistema escolar é uma conspiração mal disfarçada para eliminar a criatividade !

"Estamos num ponto de inflexão. Parece que estamos a reinventar tudo excepto o sistema de ensino, que devia (em teoria) ser a base de tudo o resto."
"A crise principal nas escolas de hoje e a irreverência."
"O nosso sistema de educação e uma organização de segunda categoria, estilo fábrica, a deitar cá para fora informação obsoleta apresentada também de forma obsoleta."
"O nosso pensamento educacional está preocupado como: ' o que é' . Não é por isso bom a criar. 'o que posso fazer?' "
"Quando passo por uma cadeia ou uma escola, tenho pena das pessoas que estão lá dentro!!!"
TOM PETERS!
Video sobre a reinvenção do ensino para o Séc XXI!
Video sobre novos paradigmas no ensino!

Um país em letargia desde há mais de cem anos !!! Para quando o acordar ?

Este país está completamente subjugado a jogos de poder e interesses que nada têm a ver com o país real e os portugueses. Tal como na idade média, onde os senhores (classes dominantes, como o clero e a nobreza) reinavam sobre o povo ignorante e subserviente, assim está Portugal onde os senhores das ordens, das sociedades ocultas e visíveis se movem na mais completa ilegalidade em torno de um governo de senhores absolutos, que tudo podem e tudo determinam. Não fazem a mínima ideia de como vive o seu povo e pior, fazem de tudo para que este não perceba, nem possa reinvindicar os direitos em que uma vã constituição é pura letra morta!
A democracia é uma palavra vã e os portugueses ainda não acordaram da letargia em que vivem, tal qual povo na idade média, escravizados e despojados do seu bem mais precioso, que é a liberdade e a libertação dos danos que lhe são infligidos todos os dias por este poder absoluto e surreal em pleno séc XXI!!
Tal como no Salazarismo (embora este mostrasse a s…

O Abominável Des-Governo de Portugal!

A tirania e prepotência desta governação de autênticos saloios medíocres é tanta que nem sequer imaginam o país real que julgam governar. Apenas não passam de um grupo de contabilistas e merceeiros, que aparentemente estarão mandatados pelos portugueses, para se submeterem aos interesses da Troika (ou seja isto o que for!!?).

Não fazem ideia do rasto de miséria que estão a semear, deixando milhões de portugueses na pobreza e mais de meio milhão de crianças a passar já fome e este fenómeno em crescendo todos os dias, conforme a Caritas está já farta de alertar e não só.

Ainda não os vi sequer pronunciarem-se sobre estes graves problemas que devem estar a afectar, ao nível da pura sobrevivência, mais de 3 milhões de portugueses, entre os quais estão os mais frágeis da sociedade (crianças e os mais idosos), e muito menos a apresentação de um plano para lidar com este drama e emergência humanitária.

E o silêncio do presidente da república é de facto uma ignomínia para a nação e o seu pov…

Portugal - Inovar é preciso e Urgente !

A Arte e a orientação para a inovação nas empresas como forma de criar riqueza e robustecer a economia!
Muito pouca atenção tem sido dada às políticas para a melhoria da capacidade das empresas em absorver e aplicar os frutos de uma maior compreensão da oferta da ciência e investigação, nem de como as necessidades dos mercados e os clientes são servidos e de como os efeitos de produtividade beneficiam as empresas e a comunidade de um País.
A inovação não trata apenas da descoberta inicial, é sobretudo sobre o processo de aprendizagem - aprender fazendo, a aprendizagem através da aplicação da tecnologia, de equipamentos e de sistemas de e-learning, através da interacção com os outros, e com o mundo. Os maiores benefícios da inovação são activados quando as empresas decidem estrategicamente criar uma vantagem competitiva, pela percepção do valor da descoberta de novas e melhores ofertas de produtos e serviços, e pelos quais alguém estará disposto a pagar. Trata-se sobretudo de criar pro…

A aprendizagem em e-learning e a partilha da informação

A aprendizagem focada no desenvolvimento do grupo e no trabalho colaborativo, traduz uma nova ordem assente numa nova cultura da partilha da informação e do conhecimento.

E a cultura da partilha no interior de uma comunidade é deveras importante, porque é através desta dinâmica de colaboração que de forma mais eficaz se pode ´transmutar´ informação em conhecimento.
Conhecimento que é por sua vez propagando pelos membros do grupo, dentro das próprias comunidades em que se inserem, dotando estas de aquilo que se designa por inteligência colectiva. E esta é, em meu entender, uma das receitas de sucesso para as organizações do futuro.

A nossa cultura, até à data muito baseada no lema de que "dispor de informação e conhecimento significa poder" está a ser subjugado pela ideia de que "quem tem a capacidade de partilhar informação e conhecimento é que detém o poder".
"Knowledge is useless unless you share it".

É a partilha de conhecimento, hoje em dia na sociedade ca…

A Colaboração e a Inovação como Vantagem Estratégica e Competitiva

Tendo nos últimos anos, estado envolvido em projectos, estudos e "provas-de-conceito" de múltiplas plataformas inovadoras baseadas em Open-Source e Linux e orientadas à Web, tenho a forte convicção de que as redes de colaboração (onde se incluem as redes sociais) irão dar clara vantagem competitiva às empresas que primeiro ousarem tirar partido destas para inovar, tornando-se mais produtivas e actuando estrategicamente no mercado e nos negócios.

As redes colaborativas estarão focadas, na interacção entre as equipes e comunidades de forma horizontal e na organização dos dados, accionáveis em formatos que permitam a tomada de decisões, a colaboração e a sua re-utilização através de processos de mashup´s. Desta forma as ferramentas colaborativas vão ser cada vez mais criticamente importantes para as empresas e organizações, ajudando-as a criar uma nova cultura de inovação, através de novos níveis de excelência operacional, que determinarão enormes vantagens competitivas perant…

O perfil genérico do assediador segundo os psicólogos clinicos

Estes criminosos agressores no local de trabalho possuem traços narcisistas e destrutivos, a insegurança é a essência, quando se reporta a sua competência profissional e podem exibir, às vezes, fortes características de personalidade paranóica, pela qual facilitam a projeção da sua “sombra” aos demais, ou seja, a não aceitação de si mesmos. 
Apresentando extrema dificuldade para verdadeiramente admitir críticas, essas pessoas podem agir com desconfiança e excessiva suspeita em relação às atitudes alheias, a quem atribuem intenções maldosas em tudo que desenvolvem ou produzem, e, aparentando hipersensibilidade, exageram no risco e na incerteza presentes em diversas situações, atitudes essas que ajudam a supervalorização de seu trabalho e o fortalecimento de sua auto-estima.

O perfil genérico do assediador segundo os psicólogos:esses agressores possuem traços narcisistas e destrutivos, a insegurança é a essência, quando se reporta a sua competência profissional e podem exibir, às vezes, f…

O assédio moral no trabalho (Mobbing) e os seus contornos criminosos!

O assédio moral possui uma prática subjetiva, silenciosa, e, pode ser conceituado como sendo toda conduta intencional que cause constrangimento psicológico ou físico à pessoa, no seu local de trabalho. 
Ou seja, é a manipulação perversa, o terrorismo psicológico, caracterizado por uma conduta abusiva, de natureza psicológica, que desfavorece a dignidade psíquica do funcionário atingido, de forma repetitiva e prolongada, expondo-o as situações humilhantes e constrangedoras, capazes de causar ofensas à sua personalidade, à sua dignidade ou à sua integridade psíquica, podendo levar a vítima ao estado severo de depressão ou até mesmo culminar no seu suicídio. 

Praticado em geral, ou pelo chefe imediato, dado ao abuso de poder na sua posição hierárquica, ou por um ou mais colegas de trabalho, com a finalidade de excluir alguém indesejado do grupo, podendo ser decorrente, tanto por motivo de competição, quanto pela discriminação pura e simples, quando o funcionário demonstra que as suas idéia…

A verdadeira crise que Portugal enfrenta hoje !

O problema de portugal mais grave não é de ordem económica como todo o mundo anda a referir, incluindo o FMI. Insistir nesta perversa interpretação da verdadeira crise do país e impedir que este se re-invente. Nada pior do que um diagnóstico persistentemente errado, que pode ser fatal e o "doente" já dá mostras de asfixia clara !!!.
Claro que temos um problema económico a prazo com o deficit e a elevada divida pública (mas pontual apenas, embora com história grave já), mas isso seria resolvido mais cedo ou mais tarde se o país fosse produtivo e capaz de aumentar e produzir mais riqueza. 
Ora é aí que "a vaca torce o rabo", porque em minha opinião, Portugal está num beco sem saída em termos de criação de riqueza. Principalmente pela falta de competitividade e produtividade que decorrem de uma cultura avessa ao risco e à mudança, falta de inovação, incapacidade para mudar e actualizar-se, não colaboração e partilha de conhecimento.   E ainda mais por continuar a imp…

Como a produção Social pode revitalizar e reinventar a Economia do País !

Imagem
Estamos actualmente a enfrentar uma economia global em recessão, mas esta será melhor caracterizada se descrita como um emaranhado de desalavancagem e de deflação, o que pode demorar dez ou mais anos para resolver. Mas, entretanto, enfrentamos uma que crise de vários anos afecteando milhões de pessoas, especialmente os milhares de universitários que poderão passar anos sem encontrar um emprego adequado? Um longo período de recuperação económica, não só mas também o desperdício de talentos de milhões de pessoas, vai privá-los da capacidade de aprender e ampliar os seus conhecimentos. Se os governos e a actual elite empresarial se apegarem aos seus privilégios e não quiserem divisar o futuro, um longo período de recuperação poderá muito facilmente levar a instabilidade social grande entre os jovens insatisfeitos e os desempregados, que gerará ainda maiores ondas de descontentamento social e uma sociedade mais instável e com ainda maiores assimetrias entre ricos e pobres.
Enquanto esper…

Construindo pontes para o futuro com uma nova cultura de colaboração

É ponto assente nos dias de hoje que a colaboração é um factor determinante no desempenho global das empresas e resultados de estudos recentes mostram que esta pode impactar positivamente cada uma das normas de desempenho - a rentabilidade, o lucro e do crescimento das vendas - determinando o desempenho global das empresas no mercado. Ainda de acordo com esses estudos o nivel de colaboração é medido em função de dois factores bases principais, que são: A Orientação de uma organização e infra-estrutura de colaboração, incluindo as tecnologias de colaboração, tais como serviços de audioconferência, conferência Web e mensagens instantâneas.A natureza e extensão da colaboração que permite às pessoas trabalhar em conjunto, bem como a cultura de uma organização e processos que estimulam o trabalho em equipe. E as tecnologias de colaboração já percorreram um longo caminho ao longo dos últimos cinco anos. Inicialmente adoptadas como apenas um instrumento de optimização de custos nas empresas,…

As organizações na era do conhecimento e da partilha da informação e do Conhecimento!

Em plena era do conhecimento e da partilha da informação, é bom que quem tem a seu cargo a gestão de topo das Organizações, tenha bem claro que o recurso mais importante são as pessoas. Só estas poderão, a partir da informação disponível, acumular e pôr ao serviço das organizações o conhecimento. Este é pois o combustível que alimenta o desenvolvimento da sociedade e das organizações, através de um processo consciente de inovação contínua.
E aqui as Tecnologias de Informação (TIC), têm um papel determinante e estratégico, já que são as ferramentas base para que a inovação possa ocorrer, criando maior riqueza para todos. Não devemos pois, confundir os conceitos de informação e conhecimentos , como qualquer outras matérias primas - aquelas têm propriedades "mágicas", já que permitem transformações rápidas, as quais se traduzem quase instantâneamente em mais riqueza. Assim, o conhecimento passa a deter a primazia numa civilização, em que a economia se globaliza a passos de gig…

Portugal é um país à beira da irrelevância e da mais absoluta falência económica e social

Um país onde impera a mais danosa corrupção perante os olhos de todos os portugueses e da justiça há décadas, onde a justiça não funciona, onde apenas os "amigos" dos partidos têm empregos e financiamentos a fundo perdido.
Onde um pobre por roubar para comer é preso, e submetido muitas vezes a violência gratuita, e os vigaristas que defraudaram, e continuam a defraudar, o país e os contribuintes em muitos milhares de milhões de euros, continuam a monte, na mais perfeita liberdade de movimentos e de acção, e até em encontros formais e informais com governantes de um país que se diz democrático!
Em suma um país que perdeu a vergonha e meteu a ética e a moral num baú qualquer no sotão, e que terá os seus dias contados, para mal dos seus cidadãos e ainda pior das gerações vindouras.
Mas cidadãos esses que também tem uma quota parte da responsabilidade, pelo estado de ingovernabilidade a que chegou o país, pois viram toda esta evolução e nada fizeram, ou disseram. Por medo, por …