Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2013

As redes sociais como factor potenciador da produtividade e da inovação nas empresas

Imagem
Quando se fala de incremento da produtividade (individual e de grupo) temos que admitir que a produtividade aumentou continuamente nestas últimas décadas, mas que apesar de tudo isso as empresas parecem não ter conseguido 
melhorado sua situação financeira nem a dos seus colaboradores. Aliás esta é a problemática da produtividade desde há já longos anos, em que apesar da evolução e dos enormes saltos tecnológicos, os processos em si não evoluíram tanto como seria de esperar, tal como não evoluiu a "tradicional forma de fazer as coisas". Facto aliás que desespera o mundo, envolvido numa lógica de competitividade acrescida não correspondida pelo factor produtividade. O mundo está a viver um processo de mudança disruptiva e a assistir-se a uma vaga transformacional que se iniciou com o movimento de open-source e que ameaça estender-se a toda a sociedade e actividades humanas. Todas as ideias desenvolvidas de forma aberta tem o contributo activo de grandes comunidades levando as p…

"A classe dominante nunca será capaz de resolver a crise ! Ela é a crise!”.

Imagem
Rob Riemen. “A classe dominante nunca será capaz de resolver a crise. Ela é a crise!”.
Como tenho afirmado, esta classe politica e os actuais partidos são parte do problema do País e já não fazem mais parte da solução.
A solução terá de vir dos cidadãos, que terão obrigatóriamente que se mobilizar em massa e organizarem-se, para resolver os seus próprios problemas e os do seu País. De outra forma espera-nos mais MISÉRIA, CORRUPÇÃO E UM SEM NÚMERO DE INJUSTIÇAS e a regressão ao mais puro sub-desenvolvimento da Nação.
Os problemas apesar de complexos têm sempre solução na maioria das vezes simples. Temos é uma classe politica de manhosos, mentirosa, vigarista e corrupta, que em vez de contribuirem para a resolução dos graves problemas dos cidadãos, são eles a principal fonte de todos os nossos problemas.
Recordo que a Assembleia da República foi recentemente considerada o CENTRO DA CORRUPÇÃO EM PORTUGAL, pelo Dr. Paulo Morais.
Mais palavras para quê? Os factos estão aqui e não me desme…

Como será o Trabalho no futuro próximo !?

Imagem
Trabalho do futuro
(...).. Com as tecnologias de impressão em 3D o consumidor pode virar um pequeno produtor, descentralizando a produção. Não apenas consumindo o que produz, mas vendendo em pequena escala industrial. Seria essa uma nova revolução industrial. Milhares de produtos feitos em fábricas poderiam, no futuro, ser produzidos em casa, com alta qualidade. O diferencial vai estar no design personalizado.
Outra notícia. Um jovem queria produzir um relógio inteligente, usando aplicativos e uma tela especial. Não tinha nenhum dinheiro. Colocou seu projeto num site de financiamento coletivo --e arrecadou cerca de R$ 10 milhões. Isso significa que, no trabalho do futuro, haverá cada vez menos intermediários, e o consumidor terá cada vez mais força. Será que vamos ter um renascimento dos tempos em que as cidades eram tomadas por mestres de ofício? ...(...).
Ver o artigo origina

O futuro de incertezas e de mudanças rápidas na sociedade e no mundo!

Imagem
A roda do progresso que já está em movimento no sentido de um novo estádio da globalização, e em aceleração cada vez maior, não augura nada de bom para o futuro do País e do Mundo. Se a deixarmos em "roda livre", como temos feito até aqui, ela irá agudizar ainda mais o fosso entre ricos e pobres, agora com uma diferença maior porque além da diferença entre os que têm dinheiro e os que não o têm, passa a existir uma outra segmentação de forças, que é entre os que têm especializações e competências vastas e os que as não as possuem de todo.
Logo a exclusão social terá tendência a agravar-se ainda mais e para níveis que poderão ser fatais para as sociedades. Portanto só há um caminho que passa por reabilitar a politica e os politicos, que façam politica verdadeiramente em nome do povo, e para o povo, com total independência do poder económico e mais apoiados nos poderes verdadeiramente democráticos da nação, actuando de forma totalmente transparente e que possam assegurar algu…

A competição "versus" a coopetição saudável !

Imagem
Já por aqui tenho escrito algumas vezes que a sociedade enferma de uma doença grave relativamente à competição. 
Na escola, nas empresas e em geral na sociedade incitam-se as pessoas a competirem entre si, e esquece-se completamente o espírito de colaboração e a partilha, até porque estas são mutuamente exclusivas em minha opinião.
A sociedade até ao Séc. XX conseguiu razoavelmente os seus objectivos, pela competição entre as pessoas, mas no séc XXI, para que as sociedades possam evoluir mais rapidamente, necessita não de competição, mas de colaboração e cooperação (ou seja coopetição). Até porque a competição em si é um mito (do ponto de vista de obtenção de resultados), já que a própria evolução das espécies na Terra, se fez sempre em função da colaboração e adaptação ao meio e não pela competição.
Nas sociedades actuais para além da colaboração é preciso substituir a competição entre pessoas, pela luta de cada ser humano pela sua superação individual, e tendo sempre como meta a ex…

Portugal vive hoje por entre elites “doentias” e paranóicas que insistem em (des) governar-nos !

Imagem
Portugal vive hoje por entre elites “doentias” e paranóicas, que insistem em divergir da realidade que nos rodeia !
Vivemos tempos complexos, não porque a sociedade seja mais intrincada que em qualquer outra época da história, mas sim porque os valores e a moral se evaporaram e a mentira, a falácia e a dissimulação passaram a ser as ferramentas de "marketing" de toda uma sociedade, em que metade do mundo tentar enganar a outra metade! Em que um cidadão engana o seu vizinho, através da ostentação de riqueza e/ou de poder, que de facto não tem, nem nunca teve. O empresário que ostenta riqueza que não possuí e que o leva a criar compromissos danosos para a sua empresa, pondo em risco projectos e dinheiro privados e públicos. E tudo isto e muito mais ocorre, sem qualquer responsabilidade, ética, moral e menor responsabilização ainda de quem deveria assegurar que, situações desta gravidade não ocorreriam nunca ou então seriam gravemente punidas, para que mais não se pudessem rep…

O exercicio abjecto do poder nas sociedades e democracias actuais!

Imagem
Eu sou contra toda e qualquer forma de protagonismo e de teatrização na politica ou na sociedade em geral.
Para circo já bastou o que os romanos inventaram e o que já trouxemos até nós!
E tenho para mim que enquanto se mantiver este fenómeno como teatral, mantendo-se o centro de toda a atenção, e também através dele as opiniões sempre manipuladas, a começar pela realidade objectiva, este mundo será sempre propriedades intrinsecas de um pequeno grupo de malfeitores. Malfeitores estes sempre a escravizar milhões de seres humanos, que serão sempre manipulados e exercendo-se sobre estes um poder abjecto autênticamente medieval.
Aliás tal como enunciam as leis de Murphy “Tudo aquilo que passa a ser aceite como verdade por todos, está destinado a ser falso”.
Precisamos sobretudo começar a por em prática nas sociedades, novas formas de gestão e de controle de poderes, para que estes não virem um mero e continuado exercício abjecto de poder, sempre de uma minoria sobre uma maioria, sem defes…

Alcançando a felicidade num mundo em constante mudança e cada vez mais complexo!

Imagem
A vida e o mundo cada vez são mais complexos e tendem a enredar-nos nesta complexidade crescente e se não estivermos atentos, quando nos damos conta estamos num mundo interior e exterior tão denso e complicado, que a nossa própria vida se começa a tornar quase insuportável e de tensão sempre crescente. Até a saída desta situação muitas vezes começa a perecer impossível e ainda mais insuportável!
Para inverter esta tendência moderna de caminharmos para o abismo, até porque não fomos educados e preparados para enfrentar tal grau de complexidade crescente, só há uma chance em minha humilde opinião. E essa  solução tem o nome de simplificação. Já dizia Leonardo Da Vinci que "a simplificação é a última sofisticação". Penso também que a decisão terá de passar pelo nosso compromisso em assumir a simplificação de toda a nossa vida, começando por inverter o papel do "ter" e do "ser" nas nossas vidas e qual a importância relativa de cada um deles em relação ao out…

Portugal e a falta de recursos realmente especializados!

Imagem
Em Portugal, ao contrário da maioria dos países não se valoriza a experiência profissional, nem as pessoas com mais idade, que obviamente terão mais experiência, pelo menos de vida, e o resultado a que chegámos e a situação que vivemos hoje na nação, é também consequência destas "estratégias" demenciais, de quem tem mais responsabilidades na condução do país e das suas empresas. 

Aqui neste país, cada vez menos produtivo e sempre sem capacidade de inovação que faça a verdadeira diferença, quem tem mais de 35 ou 40 anos já está "velho" e é mesmo comum ver em anúncio de emprego (algo que a própria constituição não permite) anunciar uma vaga, mas exigindo uma idade inferior a 35, 30 ou ate 25 anos (pasme-se!!) !!?

Um País que não se respeita nem aos seus cidadãos, não se pode dar ao respeito nem ser tido como um parceiro sério, mesmo perante o mundo.

A demência de políticos e gestores sem qualquer cultura humanista e menos ainda aptidão para perceber o que são recursos h…

O Pensamento de Agostinho da Silva e o devir !

Imagem
O Pensamento de Agostinho da Silva

O pensamento de Agostinho da Silva tem que ser bem analisado no contexto daquilo que é e será a nova economia da conceptualidade.
Foi de facto um homem com uma visão, muito para além do que o comum dos mortais seria capaz de divisar !
Para constatar o que pretendo explicar,  vale a pena ler e reflectir sobre o pensamento de  Agostinho da Silva , só depois de ler este artigo da Wikipedia sobre a nova economia da conceptualidade (e links associados), que não tenho dúvidas dominará o Séc XXI e será o seu esplendor maior, e ainda mais criador de riqueza, que a humanidade jamais sonhou!  a nova economia da conceptualidade!

Agostinho da Silva será mais um homem que poderá ficar esquecido nos anais da história apenas, e pela incapacidade da humanidade em entender contextos com futuro e apenas se situar no plano do passado.
São pessoas que nascem para ter razão muito antes do tempo. Eu sei e consigo entender minimamente este potencial inato, porque de alguma fo…